Carregando...
Compartilhar

Evoé! Carmelitanos no Festival de Teatro de Passos

Evoé! Carmelitanos no Festival de Teatro de Passos

A abertura do 3º Festival Nacional de Teatro de Passos foi um sucesso. Os carmelitanos estiveram presentes tanto no palco quanto na plateia.

O grupo de Belo Horizonte, Maria Cutia apresentou de forma extraordinária o espetáculo “O Auto da Compadecida”, peça de Ariano Suassuna, sob a direção e concepção de Gabriel Villela. A plasticidade da montagem, do cenário e do figurino, é de outro mundo. O brilho do bordado, os detalhes de cada ornamento em cena é algo que indica um grande trabalho feito com primor, característico de Gabriel Villela. O Grupo Maria Cutia de imediato, ao entrar em cena, deu mostras do enorme talento de cada um dos seus integrantes. A direção musical, co-assinada por Babaya, artista da cidade vizinha de Cássia, embalou o público, motivando lágrimas e aplausos em cenas abertas.

Bem mais cedo, no Teatro Rotary, foi apresentada a peça “Como num sonho” pelo grupo Cia. de Teatro del Tramonto. O grupo é composto por atores carmelitanos e dirigido pelo versátil e corajoso Jair Soares Júnior. Corajoso, porque Jair aventurou-se a dirigir um espetáculo em um Festival de nível nacional como o de Passos. Infelizmente, a colunista perdeu o trem e não pôde assistir essa apresentação. Ah, lembrando ainda que Júnior confeccionou pelo terceiro ano consecutivo o troféu do Festival.

Já amanhã, na quinta-feira (25), se apresentam As Tias do grupo que tem em seu elenco Maria do Carmo Soares (Pepeca) que é meio passense e meio carmelitana. Com certeza, carmelitanos voltarão para prestigiar a atriz e o espetáculo “Quando Ismália enlouqueceu”, dirigido por Fernando Cardoso.

Cenas do espetáculo do Grupo Maria Cutia

 
 

Cenas do espetáculo do grupo Cia. de Teatro del Tramonto

 
 

Flashes do público presente

 
 
 
 
 
 
 
 
 

CONTATO

© COPYRIGHT 2019 - NANA DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.