Carregando...
Compartilhar

Um casal Carmelitano no ponto central da pandemia COVID-19

Um casal Carmelitano no ponto central da pandemia COVID-19

Antes de tudo gostaríamos de agradecer o convite para relatar nossa experiência frente à pandemia Covid-19, moramos em Barcelona há 14 anos, em um dos países com mais contagiados no mundo, Espanha. No início da pandemia, quando tínhamos 3.000 contagiados, ninguém levou a sério, todas as notícias pareciam apenas alarmistas, hoje estamos com 169.496 contágios; 17.489 mortes; 64.727 recuperados (cifras de hoje 13/04/2020).

Um país considerado economicamente e com um sistema sanitário estável a nova pandemia veio causando sérios estragos. Hospitais colapsados, falta de trabalhadores sanitários e material básico para trabalhar com segurança, como luvas e máscaras. A falta de trabalhadores da área da saúde acelerou a convalidação de diplomas de imigrantes médicos e enfermeiros, contratação de estudantes de medicina e enfermagem e solicitaram a médicos e enfermeiros aposentados que se reincorporarem ao trabalho.

Barcelona, uma cidade maravilhosa, cosmopolita, vibrante, inovadora, marcada pela arquitetura e futebol, hoje tem ruas desertas e marcadas pelo silêncio. O clima está tenso, só podemos sair na rua para ir ao mercado mais próximo de sua casa (com uma extensa fila para entrar) e apresentar o ticket de compra para a polícia se te pararem onde possam ver dia e hora da compra, ir à farmácia ou ir ao trabalho (se for considerado uma atividade de primeira necessidade, como médicos, enfermeiros, mercados de alimentos… sempre com a autorização de circulação em mãos). Também está proibido sair na rua de duas pessoas. A multa vai de 600€ a 6.000€, dependendo da gravidade. Hoje estamos no 30º dia de “lockdown”. Em meio a esse cenário, temos três empresas fechadas: uma delas, academia de atividades dirigidas “Templum BCN”, estamos oferecendo treinos online a nossos sócios em plataformas digitais; uma distribuidora de açaí “Casa do açaí” onde estamos com repartos a domicílio e um restaurante “Casa do açaí Brunch & Coffee” com delivery de comida para tentar paliar nossa questão econômica e emocional. O Governo anunciou esse fim de semana uma prorrogação do estado de alarme até dia 10 de maio, com possibilidade de estender se for preciso.

O que nos tem mais preocupado é não saber até quando estaremos vivendo essas cenas que parecem mais com um “filme de ficção”. Desejamos que tudo isso passe logo e que exista uma solução para cada problema.

Atenciosamente,

André Peres e Natalia Freitas.

O casal e a Nina, o xod de 4 patas que viaja com eles o mundo todo.
O casal e a Nina, o xodó de 4 patas que viaja com eles o mundo todo.

CONTATO

© COPYRIGHT 2020 - NANA DE MINAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.